Minha experiencia com a Dieta Crudivegana

DESAFIO 30 DIAS CRUDIVEGANO #ATLETAVEG

Como vocês já me conhecem, eu amo um desafio! E dessa vez não foi diferente. Inspiradas pelas musas, Taty Alencar e Vivi Arruda, resolvi me desafiar por 30 dias em uma alimentação 75% Crudivegana.

Adoro sair da Zona de Conforto! Quando me tornei Vegana, eu fiquei super perdida… não sabia o que comer e achei que ficaria super limitada. Para minha surpresa, descobri um Universo de alimentos maravilhosos e nutritivos.

Estava com vontade de sentir novamente essa sensação. Ampliar minha percepção na nutrição e sentir os benefícios, tão relatado por muitas pessoas.

Já havia visto o trabalho do Dr. Cousens, conhecido mundialmente como um mestre espiritual e como um dos maiores especialistas em alimentação viva Vegana, autor do livro “A Cura do Diabetes pela Alimentação Viva”. Ainda não tive oportunidade de ler o livro, apenas acessei alguns vídeos e fiquei impressionada!

Sempre acreditei que a prevenção é o melhor remédio, e se o alimento tem o poder de curar, porque não me prevenir!

Então deixo a reflexão para você! O que você poderia se comprometer a fazer de diferente na sua alimentação pelos próximos 30 dias?

Tenho plena certeza que você sabe o que deve ser feito, só está faltando um empurrãozinho!

Desafio 1: Mas come o quê?

Pois é meus queridos, esse foi o primeiro questionamento a primeira vez que ouvi falar dessa alimentação.  Com certeza na cabeça de muitas pessoas, só é possível visualizar pratos de salada. E digo a vocês, não é assim! A gastronomia é muito rica e saborosa.

Porém, como vocês me conhecem, confesso que tenho um pouco de preguiça de fazer receitas. Por isso, vou deixar referências ótimas de canais no YouTube ! Lá você encontrará várias receitas maravilhosas.

Eduardo Corassa– Canal You Tube Saude Frugal

Taty Alencar– Canal You Tube Tomate Cru 

Eco Chef Kell Malone – Canal You Tube Seja Naturaw

DICA 1: Programe suas Refeições 

Como uma pessoa muito sábia, pedi auxílio para a Nutri linda Giovana Fezer, e ela me direcionou como poderia seguir com a dieta de forma a garantir toda a necessidade proteica devido à minha rotina de treinos. O mais lindo, é que ela entrou no desafio junto !!!!

Utilizei o quadro abaixo para programar minhas refeições. Dessa forma sabia exatamente a quantidade que deveria comer e distribuir ao longo do dia!

*Fonte: Vesanto Melina., MS, RD, Brenda Davis, RD, Becoming Vegan, Book Publishing Company, 2014

DICA 2 : Vá ao mercadão!

Prepare o Sacolão para ir às compras !!! Eu corri para o Mercado Municipal de Curitiba para preparar meu estoque ! Segue abaixo, sugestões de compras. 

Oleaginosas: Amêndoas, nozes, castanha-do-pará, macadâmia, castanha de caju natural, amendoim natural, etc.

Sementes: Semente de Girassol, Linhaça, Gergelim, Semente de Abóbora, Chia,etc.

Leguminosas: Lentilha, lentilha vermelha, feijão azuki, grão de bico, etc.

Cereais: Aveia, Quinoa, amaranto, etc.

Verduras e Frutas: Nesse quesito, se jogue! Bastante variedade de frutas e verduras. E de preferência, orgânicas.

DICA 3: Germine as Leguminosas e organize os potes

  1. Faça um mix com as oleaginosas: Misture elas em proporção igual em um pote e separa a porção do dia. *Obs: A castanha-do-pará, deve ficar separada (não exceder 3 castanhas do pará por dia).
  2. Faça mix de sementes trituradas: Misture as sementes e triture-as. Poderá adicioná-las onde quiser e até no Shake da Manhã.
  3. Germine: Germine as leguminosas, você pode congelá-las para facilitar! (minha dica faça isso). Outra dica, faça pastinhas com os germinados: bem proteicos, saborosos!

Como Germinar – Fonte SVB

 

DICA 4: Adeque à sua rotina e necessidade.

Vou relatar um pouco sobre como foi minha adaptação, porém deixo claro, foi feito sobre supervisão da Nutricionista e de acordo com minha necessidade. Por isso converse antes com a pessoa que te acompanha! A Giovana disse que poderia optar por uma dieta 75% Crua, já considerada Crudivegana. Então inseri o Tofu na dieta diária, mas poderia ser trocado, por ½ x. de feijão cozido, por exemplo.

Basicamente, minha rotina de treino é se Segunda à Sexta, treinos com o Coach Felipe Kutianski do Mahamudra Brasil e práticas três vezes na semana do Método DeRose.

Logo, acordo 5:00 da manhã, como pré treino às 6 e pós treino às 9 da manhã. Costumo almoçar às 13:00, faço um lanche por volta das 16 horas e então jantar às 20 da noite.

A alimentação a seguir, não foi padronizada. Apenas uma ideia geral sobre o que eu comia durante a semana e logicamente isso pode variar, pois cada dia é um dia diferente.

Para o pré treino: Adaptei com pasta de nozes e banana amassada.

Para pós Treino: Smothie com Frutas variadas (cada dia era uma mistura nova), adicionada ½ scoop da Proteina Rakkau sabor coco e ¼ xic do mix de sementes.

Almoço: Verduras e legumes variados e 1 xic de germinados, ¼ xic de oleaginosas.

Lanche: Pudim de chia (overnight 1 x. leite vegetal, 2 colheres de chia, uma colher de proteína Rakkau e 1 colher de aveia) ou porção de frutas com chia e aveia.

Jantar: Verduras e legumes variados e 1 xic de germinados, ¼ xic de oleaginosas.

Ceia: ½ xíc de tofu ou leite vegetal ou 2 colheres de abacate.

*Obs: Uma dieta crudivegana é considerada se seguida 75% da alimentação (por isso inclui o Tofu) 

Meu Dia a Dia Crudivegano

DICA 5: Relaxe !

Não foram todos os dias que mantive a dieta, houve eventos sociais e exceções de rotina, em que tive que consumir alimentos cozidos. Também houve a exceção da TPM: acabei não aguentando e me rendendo ao pãozinho com azeite vegano que minha mãe havia feito e o bolo de banana (também feito com muito amor pela minha Mãe). E como não tenho maturidade, eu ainda misturo com pasta de amendoim!

Apesar do Desafio 30 dias Crudivegano, não gosto de trabalhar a minha mente com restrições. Sentimento de culpa é uma intenção negativa ao se alimentar. Por isso, não se sinta mal caso se comprometa com um desafio e isso aconteça.

Somos seres humanos e não robôs!  

DICA 6: Monte um grupo!

Essa dica é valiosa. Eu adoro Grupos, aliás, que tal dar uma olhada no Grupo Performance Atleta Veg!

Os resultados em Grupo, sempre são incríveis. Por isso abri um Grupo de Whats App lindo, onde compartilhávamos receitas, pratos e falávamos sobre nossas dificuldades e até deslizes.

Ver cada um relatando como estava se sentindo com a alimentação, foi incrível!

DICA 7: Aprenda com a transformação

Eu adorei esse desafio pois, como já havia dito, me tirou totalmente da zona de conforto. Tive que me programar nas refeições e ir à feira toda semana para comprar frutas, verduras e legumes. Passei a consumir uma variedade todos os dias, e isto não estava sendo feito antes.

Vamos para o benefício que senti:

Leveza, energia e saciedade. A digestão é leve, e ao mesmo tempo me deixou satisfeita por um longo período de tempo.

Intestino: Desde que me tornei Vegana, já havia sido uma grande mudança, e com a alimentação crua, ficou ainda melhor! Ou seja, barriga sem inchaço!

Diminuição nos sintomas da TPM, tive sim vontade de comer doces, porém de uma forma bem mais controlável. E o inchaço foi mínimo.

Mudança no Paladar: Sabe aquela vontade louca de comer frutas e verduras? Pois é, é assim que estou agora!

#desafio30diascrudivegano

DICA 8: Próximos Passos

Quando terminou o desafio, comi uma panelada de feijão. E fiquei extremamente pesada e inchada. Então o retorno à alimentação será feito de uma forma mais suave, sem exageros.

Com certeza, meus hábitos de consumo de alimentos mudaram com esse desafio. Passarei a comer muito mais alimentos crus e não industrializados. Não abrirei mão do meu feijão com arroz, porém, sempre com a quantidade necessária (sem exageros!).

AGRADECIMENTOS

Agradeço à atenção da Nutricionista Giovana Fezer, e da Taty Alencar e Vivian Arruda. 

Obrigada pelo Grupo Lindo de Whats App, que me auxiliou muito nesse desafio ! Vocês foram Incríveis. 

 

Comentários

Comentário

Já conhece o Ebook exclusivo do Desafio #VegantoxD2D ?!?

Pri Kondo

Eu sou a Pri! Sou praticante de musculação há mais de 15 anos e minha história com esportes começou quando troquei as tardes de TV por atividades físicas variadas, já fiz capoeira, dança (das mais variadas) e atualmente sou apaixonada por pole dance. Por incrível que pareça, amo puxar um ferrinho ! Na minha trajetória, já passei por milhares de dietas...até que me dar conta, que a base da melhor alimentação está no equilíbrio mente, corpo e espírito! Meu processo de aprendizado me levou à consciência de que sou responsável em cuidar da nossa casa, nada mais que a Terra. A consequência desse processo foi a diminuição gradual do consumo de produtos de origem animal ! Assim como vocês estou no processo de aprendizado :) !

Website:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *